Os prós e os contras das meditações guiadas

O consenso geral ao longo dos anos é que a meditação é uma grande coisa. Ele serviu à humanidade por milhares de anos e continua sendo um recurso muito importante para aqueles que a utilizam em suas vidas.

O que muitas pessoas não percebem é que existem vários tipos diferentes de meditação e que cada uma delas pode ajudá-lo de maneiras diferentes. Aderir ao tipo de meditação que funciona melhor para você pode ser importante, mas, no final das contas, também pode ser limitador.

A meditação guiada é uma ótima maneira de quem nunca meditou antes para pegar o jeito e aprender mais sobre como funciona. Isso pode nos dar algo para pensar e focar enquanto aprendemos a meditar.

E se acharmos que estamos tendo um momento muito difícil de sair do espaço negativo da cabeça, ouvir uma meditação guiada pode ser uma grande distração.

Meditações guiadas também podem ser usadas para nos ajudar a focar nossas mentes em coisas importantes e metas e objetivos específicos que são significativos para nós.

Existem centenas e centenas de meditações guiadas com objetivos específicos em mente. Se, por exemplo, você desejava uma sessão de meditação para ajudá-lo a tirar o máximo proveito de sua dieta ou rotina de trabalho, provavelmente poderia pesquisar on-line e encontrar imediatamente meditações guiadas que são adaptadas a esse objetivo específico.

No entanto, existem alguns aspectos negativos em se tornar dependente de meditações guiadas. Quando a meditação foi introduzida pela primeira vez, era geralmente considerada uma maneira de realizar um trabalho interno importante.

Algo que foi melhor feito sozinho. Se você acha impossível meditar sem a ajuda de outra pessoa, qual é o sentido? Você está perdendo oportunidades importantes de olhar profundamente para dentro e aprender a obter insights sobre si mesmo sem a ajuda de outra pessoa.

Meditação é geralmente uma coisa pessoal. É um ato mais efetivamente dominado por você mesmo. Se você se esforça para limpar a mente e encontrar um lugar seguro e tranquilo em sua cabeça sem a ajuda de outra pessoa, está perdendo um dos maiores benefícios da meditação.

A chance de sentar-se sozinho em uma reflexão profunda e silenciosa e se conectar intimamente com você mesmo, bom e ruim. E aprendendo a criar um espaço seguro e sagrado, onde você pode começar a se sentir relaxado e rejuvenescido depois de lidar com um mundo ou situação muito desgastante.

Por fim, não importa com que tipo de meditação você se sinta mais confortável, você poderá encontrar valor e introspecção nela. Seus pensamentos e experiências são seus, e tornar-se mais consciente pode acontecer com ou sem uma meditação guiada.

A melhor abordagem é fazer o que for melhor para você, enquanto continua trabalhando para poder acessar um estado mental calmo e seguro, não importa onde você esteja ou se você tem ou não uma meditação guiada para ajudá-lo.

Como a meditação ajuda no sono repousante

Nos dias de hoje, a insônia parece estar surgindo na grande maioria das pessoas. A insônia pode ser definida como um ciclo perturbador do sono, seja por causa da dificuldade em adormecer ou porque é difícil permanecer adormecido.

Na maioria das vezes, a insônia tem raízes em distúrbios psicológicos, o que pode dificultar que nossos cérebros desliguem nossos pensamentos e se concentrem em ter uma boa noite de descanso.

Muitos de nós tendem a experimentar muitas informações sensoriais ao longo do dia, indo de uma situação para outra sem realmente nos dar a chance de processar o que experimentamos.

Esses pensamentos e experiências não processados ​​podem deixar nossas mentes trêmulas, mas são forçados a sair pela culatra. O momento em que eles provavelmente virão à tona é durante nossas tentativas de dormir, porque é a primeira vez durante o dia que nos permitimos ficar quietos e quietos onde nossas mentes são capazes de refletir e se acalmar.

Distúrbios do sono podem surgir facilmente por causa disso, e muitas vezes o resultado é insônia.

No entanto, existe uma maneira de prevenir e tratar a insônia. Com a meditação, permitimos ao corpo a oportunidade de processar esses eventos avassaladores e nos damos a chance de reduzir o estresse e encontrar nosso equilíbrio antes que ele tente nos emboscar durante os momentos em que deveríamos nos permitir descansar no dia seguinte.

É comprovado que a meditação nos ajuda a reduzir o estresse, o que é um grande benefício quando você se encontra sofrendo de insônia. As pessoas que sofrem de ansiedade, seja uma desordem ou não, tendem a perder o sono ou acham difícil obter experiências de sono repousante.

Com a redução do estresse proporcionada pela meditação, ela pode nos ajudar a desfrutar de uma experiência de sono mais repousante.

A meditação pode nos ajudar a controlar os sintomas de ansiedade ao longo do dia e a compartimentar nossos pensamentos para que eles não sejam esmagadores para nós. Ao aprender a limpar conscientemente nossas mentes, estamos fornecendo a nós mesmos os mecanismos de enfrentamento necessários para deixar de lado as coisas que estão nos incomodando, para que possamos encontrar um pouco de paz no silêncio.

Mesmo se não nos pegamos lidando com os pensamentos que não fomos capazes de processar durante o dia, enquanto nos deitamos para dormir à noite, eles estão lá e o estresse tácito que eles causam pode permanecer conosco.

Mas se pudermos meditar e focar em maneiras de melhorar a nós mesmos e melhorar nossas vidas, então podemos nos deitar à noite sabendo que as coisas vão melhorar. A insônia é muito pior quando nos sentimos presos.

Felizmente, meditações, particularmente mantras e meditações de atenção plena, juntamente com meditações de bondade amorosa, são uma ótima maneira de nos ajudar a lidar com o estresse e a nos concentrar em coisas melhores.

Mesmo se não soubermos exatamente de onde vem o estresse. Utilizar a meditação como ferramenta nos ajudará a esclarecer as coisas que podem causar estresse, para que possamos iniciar um plano de ação. Começando pela manhã.